2013-2016

O presente projeto de pesquisa pretende avaliar a qualidade do espaço doméstico e coletivo nos conjuntos residenciais e condomínios fechados desenvolvidos no município da Serra, ao longo do século XX e XXI e as consequências da autossegregação à vida urbana dos bairros em que se inserem. Consagrados por estratégias de marketing como a panaceia para a insegurança urbana, idealizados como moradias dotadas de estilo e distinção social, os condomínios fechados transformaram-se em um modelo tipológico cobiçado por diversas classes sociais, com atributos diversos que são acrescidos conforme a localização e a renda correspondente, entretanto, a segregação e o isolamento que acompanham a sua materialização comprometem a vida urbana e a diversidade social dos bairros. A pesquisa tem dois eixos de investigação – um relativo à qualidade espacial interna das unidades residenciais, bem como a satisfação dos usuários no espaço domestico da habitação dos condomínios, outro pertinente aos impactos dos conjuntos no entorno próximo e na qualidade da vida urbana.

01/11/2013 a 01/11/2015

Integrantes:

Prof. D. Sc. Cynthia Marconsini (UVV) 

Prof. D. Sc. Liziane Jorge (UVV)

Diana Pereira Santos (arquiteta)

Michele Marconsini (designer)

 

Alunos de graduação:

Ana Carolina Gomes Sampaio (TCC vinculado)

Bolsistas:

Letícia Breda (IC – Cnpq)

Livia Carolina T. L. Dariva (IC – UVV)

Lucas Pianes (IC – Fapes)

Matheus Dias Mendonça  (IC-UVV)

Pollyana Martins (IC –Fapes)

FINANCIAMENTO: FAPES - Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo e FUNADESP

Avaliação da qualidade arquitetônica dos conjuntos habitacionais e seus impactos sociais e urbanos: O caso da expansão imobiliária no município da Serra

PUBLICAÇÕES

Please reload