Habitação multifamiliar contemporânea: casos exemplares no Brasil

. . . em processo

2017-2019

Esta pesquisa pretende realizar um estudo avaliativo, crítico, reflexivo de projetos arquitetônicos contemporâneos de habitações multifamiliares, desenvolvidos a partir do ano 2000 e publicados em revistas especializadas de arquitetura e urbanismo no Brasil. Trata-se de uma pesquisa qualitativa onde o objeto de análise é uma fonte direta para coleta de dados e a interpretação dos resultados.  Serão selecionados edifícios de Habitações Multifamiliares em fase de projeto ou construído cujo projeto/construção foi publicado em revistas especializadas de Arquitetura e Urbanismo no Brasil ou ganhador de premiação nacional. O método de análise será desenvolvido a partir de Montaner; Muxi Martinez (2011) e Jorge (2012).  O sistema de avaliação de Montaner; Muxi Martinez (2011) é baseado em quatro conceitos chaves (Sociedade, Cidade, Tecnologia e Recursos  e quatro conceitos complementares (Gestão de análise, Reabilitação, Tipologia e percepção). O sistema de análise de Jorge (2012) se preocupa com a flexibilidade da habitação e investiga estratégias de flexibilidade na habitação multifamiliar (Flexibilidade organizacional, Comodo Autônomo, Ampliação, Refuncionalização, Modulação, Adaptabilidade, Associação, Fachadas Flexíveis). 

Integrantes:

 

Prof. D. Sc. Cynthia Marconsini (UVV) - Coordenadora

Prof. D. Sc. Larissa Ramos (UVV)

Prof. D. Sc. Liziane Jorge (UFPEL)

Bolsistas:

Chrislayne Gomes (IC-UVV)

Rebeca Coutinho (IC-UVV)

Tayna Mozine (IC-UVV)

Fonte da imagem: https://www.archdaily.com.br/br/758843/vitacon-edificio-itaim-studio-mk27-marcio-kogan-plus-carolina-castroviejo